Google+ Followers

31 agosto 2013

UMA IMAGEM,140 CARACTERES - 19ª Edição


Meu rosto, minhas tempestades, minhas lutas internas, minha tristeza, minha solidão, minha decepção, minhas lágrimas!

Minha contribuição para  o Blog Escritos Lisérgicos


28 agosto 2013

SABEDORIA



vejo sabedoria e ao mesmo 
tristeza em seus olhos...
vejo a sabedoria, pela retina cansada,
pela pele envelhecida...
e vejo tristeza...
pela dureza da vida,
pelos obstáculos não-conquistados...
Pode haver alegria...
Pois há pessoas que mesmo tristes e sábias,
valorizam a alegria em
momentos efêmeros...

Mylla Galvão

25 agosto 2013

UMA IMAGEM, 140 CARACTERES - 18ª Edição



Sentada na banheira, água escorrendo em meu corpo,
tento apagar as "sujeiras" que nunca mais sairão
de mim. Fecho os olhos! Revejo o medo!

Participando do Projeto Uma Imagem, 140 caracteres promovido pelo blog Escritos Lisérgicos.


22 agosto 2013

VOCÊ ME ABRAÇA?


você me abraça?
forte?
com carinho?
estou precisando de um abraço...
forte,
caloroso,
carinhoso...
que me faça esquecer as preocupações...
abraço de amigo,
abraço de mãe.
abraço de irmão.
pra quê?
pra acalmar a minha alma,
o meu coração.
pra achar uma solução...
daquilo que não tem solução!
ou será que tem?
você me abraça mesmo assim?
estou carente...
um abraço apertado,
bem apertado...
daqueles que se quer passar
seu coração para o meu coração...
ou trocarmos de vida...
tô precisando de um abraço assim...
você me abraça?

Mylla Galvão

14 agosto 2013

ESTRANHA SOLIDÃO


Estranha solidão que me domina
o peito, que oprime meu coração
que será de mim se me abandonas
de repente sem rumo e sem direção?

by Mylla Galvão

11 agosto 2013

DIVINA ÁGUA


divina água que jorra
que explode,
no lago tranquilo
parece um amor jovem que 
envolve uma paixão
inconsequente...
divina água que desce tranquila
a cascata da vida,
idolatra-se num amor
sublime e idoso
cheio de cumplicidade...
divina água que explode 
intensa, em turbilhão
parece o amor intenso
vivido intensamente...

by Mylla Galvão

03 agosto 2013

SOU A PEDRA NO SAPATO DE ALGUÉM


sou a pedra no sapato de alguém,
a pedra que fere
que machuca
que sangra...
sou a pedra suja
que desmancha
que enlameia
que nodoa
sou a pedra...
intacta
solitária
triste
cabisbaixa
sou a pedra...
que queria ser flor,
que queria voar ao vento
que despetala
que sangra...
sou a pedra 
que suja
que contamina 
e que chora...

by Mylla Galvão