Google+ Followers

28 novembro 2015

DEZEMBRO QUE CHEGA...


O penúltimo mês do ano que se finda...
e eis que Dezembro aparece timidamente por entre as nuvens,
um mês que gostaria de riscar da minha folhinha...
um mês de lembranças...
um mês para reaprender a viver sem lembranças...
mês que a avó aniversariava, mês dos almoços grandes de natal...
mês das famílias para visitar...
hoje restam boas lembranças e boas risadas...
Dezembro... Mamãe nos deixou nele...
Vovó veio "buscá-la"...
O natal perdeu o sentido da festa, ficou apenas a data...
minha família se dispersou... aqui apenas filho, irmão e marido...
nem a virada mais me interessa, 
apenas o sentido de que se renova a Esperança de um ano melhor...
Dezembro... último mês do ano que nada trouxe de bom...
Nem natal e nem festas...
Apenas saudades, lembranças...
Mamãe...
Vovó...
Papai...
#família...

by Mylla Galvão

04 setembro 2015

LEMBRANÇAS DE MEMÓRIAS


Quando se perde o ponto de
 equilíbrio,
perde-se tudo...
 o chão, alegria, a vida...
Perde-se a força...
Perde-se a alegria...
E o que era a segurança,
torna-se inseguro...
Como se fosse uma
 "ponte de tábuas podres"
abaixo de um precipício.
Quando se perde a memória, 
perde-se os fatos recentes,
as boas lembranças,
Resta-se apenas as memórias 
esquecidas, os traços do passado...
Desconhece-se os filhos, parentes e amigos...
Vira-se novamente uma criança 
que necessita de cuidados...

by Mylla Galvão

07 junho 2015

FÚRIA



Até onde vai a fúria de uma rejeição?
Até onde vai a fúria de um amor?
Até o âmago da dor?
Ou um sim de um amor!
Perdi minha sensação de liberdade!
De poder abrir os braços e abraçar o mundo
Abraçar a natureza bela
De sentir o vento no rosto...
E deixar me encantar pelo seu amor
Seu abraço me acalenta
Seus beijos inebriam-me
Mas esse seu jeito me faz sofrer...
Tenho medo de te perder...
Porque levei tempo a te esperar...
Esse amor me completa e no entanto...
Paira a desconfiança entre nós!

by Mylla Galvão

01 maio 2015

SEM EXATIDÃO


Não há exatidão no amor...
ele transborda
ele preenche
ele ocupa
qualquer espaço,
de qualquer forma
o verdadeiro amor,
puro
somente o amor
sem manchas
sem mácula
simples assim
transbordante assim
sem exatidão
apenas...
amor!

by Mylla Galvão

25 abril 2015

UM VAZIO


Um vazio no peito a invadir a alma,
um pedaço de mim que se foi... talvez muitos...
não sei ao certo
mas sinto-me no chão...
sem chão...
uma tristeza
uma angústia
a oprimir-me o peito
diz-me a razão dessa tristeza,
que faz-me calar as palavras
e... de olhos secos, colocá-las 
nas páginas
elas turbilham dentro de mim,
enxovalham-me o espírito,
ensopam-me as mãos e 
caem pelo chão...
Meu coração já não me pertence,
anos que vivo sem ele
pois que preso a ti estás...

by Mylla Galvão

25 janeiro 2015

VOCÊ & EU



Eu... Você
Você e eu...
Pra sempre...
Pela eternidade,
Pela vida, pela alma,
Juntos até no infinito...
Não vivo sem você,
Não respiro sem você...
tiamo pra sempre,
tiamo sempre...
Amor meu!!!



by Mylla Galvão

21 janeiro 2015

VIRE A PÁGINA



Vire a página de sua vida, não é porque o ano mudou,
que os sonhos se foram...
Apenas se renovaram.
Assim como se renovaram seus compromissos
A vida é um ciclo perpétuo,
Acabam se uns e renovam-se outros.
mas o caminho trilhado é o mesmo.
As mesmas pedras, os mesmos buracos
E as pedras atiradas, as mágoas perdoadas
servem de alicerce para a nossa jornada.
Permita-se virar a página e seguir em frente.
Se quiser parar, descansar e recomeçar - faça-o!
Só não fique trancada em si mesma.
Esperando aquilo que ficou lá trás e não vai retornar;
Permita-se viver...
Permita-se crescer!
E de vez em quando, sacuda o pó das sandálias
e torne a virar a página...
Uma folha em branco em nossa vida,
permite-nos reescrever, recomeçar e reconciliar!

by Mylla Galvão