11 novembro 2009

NA CONTRA-MÃO


Na contra-mão eu ando,
prá não ser igual a todo mundo...
Não quero destaque,
Não quero fama.
Apenas quero ser
eu mesma...
Quero a felicidade,
a mim reservada...
Quero ajudar as pessoas
a encontrarem a si mesmas...
Eu ando na contra-mão
porque não gosto de regras,
porque nunca fui "certinha"...
As minhas regras,
sou eu quem faço!!!
Quebro-as de vez em quando,
porque as pessoas mudam
Mas quem não quebra regras?
Andar no meio da multidão
e nunca ser você mesmo,
é apenas seguir o mesmo
caminho que todo mundo!
Que graça há nisso?
Andar na contra-mão,
não seguir regras,
não ser "certinha",
e também não se destacar
no meio da multidão... é
ser humilde,
ser correto,
e não esperar recompensa nenhuma...
Apenas ande e seja
VOCÊ MESMO!!!


by Mylla Galvão


E PENSAR QUE...

E pensar que um dia eu acreditei que era possível que você me aceitasse, não como mãe, pois que já tinhas uma... Talvez como amiga,...