13 outubro 2010

RESPOSTAS



Ando ao léu, procurando no vento
respostas para os meus sonhos
tempestuosos...
sonhos com água,
sonhos de puro medo e terror...


Ando ao léu, procurando na tempestades
respostas para as minhas dores e amarguras
e suas gotas tão frias e duras,
em meu rosto fustigam a dura
verdade...


Ando ao léu, procurando por trás dos
arco-íris, o pote de ouro
deixado pelo duende...
Onde estará meu ouro?
Onde estarão minhas respostas?

by Mylla Galvão

E PENSAR QUE...

E pensar que um dia eu acreditei que era possível que você me aceitasse, não como mãe, pois que já tinhas uma... Talvez como amiga,...