19 junho 2010

LÁGRIMAS

lágrimas...
elas correm pelo meu rosto,
como rios de dor...
rios que não alcançam nada...
não permanecem estanques,
porque o vazio que está em mim,
me apavora...
me consome,
estou lá no fundo do poço...
Dêem-me a mão,
preciso livrar das sombras escuras
que apoderaram de mim...
Levem-me para perto da LUZ,
porque preciso delas para viver...

by Mylla Galvão

E PENSAR QUE...

E pensar que um dia eu acreditei que era possível que você me aceitasse, não como mãe, pois que já tinhas uma... Talvez como amiga,...