23 abril 2010

TRISTEZA NA ALMA


Meu mundo ruiu no instante
em que você, meu filho,
me apunhalou pelas costas...
E suas palavras duras, foram como lanças
pontiagudas cravadas no meu coração...
Nada do que eu fiz para você, esses anos todos,
valeu a pena... Foram apenas coisas materiais...
A minha alma está calada, ferida, machucada,
estrangulada...
Meu peito opresso, tenta verter as lágrimas
mas elas, teimam nele permanecer...
Em meu rosto seco, as lágrimas ficam retidas
nos olhos, sem rolarem... Apenas presas...
E as palavras ficam bailando em minha cabeça,
como facas quentes, a queimarem o dia inteiro,
a latejar...
A tristeza de minha alma é como um rio de fogo,
arde, queima e no entanto, permaneces preso a ela
para me mostrar o quão triste está o meu coração...
Há um vazio dentro de mim e sei que este vazio nunca mais será preenchido... Falta um pedaço de mim...

by Mylla Galvão

E PENSAR QUE...

E pensar que um dia eu acreditei que era possível que você me aceitasse, não como mãe, pois que já tinhas uma... Talvez como amiga,...